Tempo de leitura: 2 minutos.

O Ibovespa encerrou a sessão de terça-feira (6) em queda de 1,44%, atingindo 125.095 pontos, o nível de fechamento mais baixo desde a última semana de maio. Enquanto isso, a cotação do dólar avançou 2,08% a R$ 5,20, e as taxas futuras de juros fecharam em elevação.

DI jan/22 encerrou em 5,77%; DI jan/24 foi para 7,955%; DI jan/26 fechou em 8,55%; e DI jan/28 fechou em 8,93%.

Segundo a XP, a piora dos ativos financeiros refletiu turbulências no cenário político doméstico, com destaque às denúncias de compra irregular de vacinas contra a Covid-19, correções nas principais bolsas americanas após uma série de recordes e também preocupações com o avanço da variante Delta do coronavírus.   

Confira o Panorama Investidor

Internacional

Em meio a discussões sobre um imposto mínimo corporativo, os Estados Unidos aumentam a pressão contra o projeto da União Europeia de imposto sobre empresas digitais. O governo de Joe Biden defende que a proposta entraria em conflito com a promessa feita pelo bloco de evitar novos impostos corporativos punitivos enquanto as negociações sobre um acordo tributário global estão sendo finalizadas.

O Japão se prepara para declarar estado de emergência em Tóquio por causa do coronavírus, reduzindo as possibilidades de plateias nas Olimpíadas.

Para esta quarta-feira (7), o destaque é a publicação da ata da última reunião de política monetária americana. Os analistas de mercado irão monitorar sinais sobre o quão perto o Fed estaria de começar a reduzir os estímulos monetários massivos na economia local.

Ainda na cena global, os preços do petróleo continuam sob pressão, uma vez que os países da Opep+ não conseguiram chegar a um acordo sobre a produção da commodity. As perspectivas de demanda robusta também devem manter os preços em patamares elevados.

Brasil

A mídia local relata a intenção do governo federal de reduzir os subsídios fiscais para permitir um corte adicional na alíquota do imposto de renda das empresas. A medida poderia ser incluída na proposta de tributação sobre a renda enviada ao Congresso no final de junho.

Na agenda de indicadores, destaque para a publicação das vendas do varejo referentes a maio. A XP projeta crescimento mensal de 2,4% para o varejo restrito e 4,8% para o varejo ampliado, que inclui vendas de veículos e materiais de construção (as medianas de projeções do mercado estão em 2,3% e 4,7%, respectivamente).

O ambiente político deve ter mais um dia carregado pelos trabalhos da CPI da Pandemia. O colegiado escuta nesta quarta-feira Roberto Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, que foi acusado de ter pedido propina e feito pressão indevida para a compra de vacinas pela pasta.

Na agenda legislativa, a Comissão Mista de Orçamento deve ser instalada nesta quarta-feira para iniciar as discussões sobre a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias). A expectativa da cúpula do Congresso é que o texto seja aprovado na comissão ainda esta semana, para ser levado ao plenário na semana que vem.

**Com informações da XP Investimentos

Leia mais sobre investimentos e mercado financeiro no Blog da Ethimos

Deixe um comentário