Tempo de leitura: 2 minutos.

Ibovespa encerrou a semana anterior em queda de 1,3%, aos 125.428 pontos. Já o dólar comercial subiu 0,5%, cotado a R$ 5,26.

Confira o Panorama Investidor de Julho

Internacional

Mercados globais amanhecem levemente negativos (EUA -0.2% e Europa 0%) enquanto investidores aguardam pelo início da temporada de resultados do 2º trimestre de 2021 nos EUA, que começa com a divulgação de grandes bancos americanos na terça-feira (13).

Destaca-se também, na agenda da semana, a inflação ao consumidor (CPI) e produtor (PPI), dados de varejo dos Estados Unidos, decisão de política monetária pelo Banco Central do Japão e uma série de dados econômicos da China, incluindo o PIB do segundo trimestre.

Em uma cúpula no fim de semana, os ministros da Fazenda do G20 manifestaram apoio ao acordo que visa estabelecer imposto mínimo de ao menos 15% sobre multinacionais, um avanço histórico para as negociações sobre  tributação internacional.

O governo Biden, que teve papel essencial em impulsionar as conversas, agora enfrenta o desafio de reunir apoio pela proposta no Legislativo americano. Segundo a secretária do Tesouro, Janet Yellen, o projeto poderia ser apresentado ainda neste ano. No entanto, ainda não fica claro se precisaria de apoio republicano para ser aprovado – o que é considerado altamente improvável diante das manifestações do partido contra à inciativa. Em paralelo, a Casa Branca pressiona a União Europeia para suspender planos de imposto digital diante do acordo global.

Em política monetária global, os principais bancos centrais indicam manter a postura expansionista apesar do aumento da inflação pelo mundo. Membros do Fed (Federal Reserve) seguem dizendo que é muito cedo para começar a reduzir as medidas de estímulo.

Brasil

O mercado segue focado nos desdobramentos do CPI da pandemia e nas discussões sobre a reforma tributária. Quanto a indicadores, haverá a divulgação da pesquisa mensal de serviços de maio e o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) do mesmo período.

Nesta semana, o Senado americano retoma as atividades em meio a tensões entre democratas sobre o pacote de infraestrutura e o plano das famílias americanas. Segundo o calendário do líder democrata, Chuck Schumer, os projetos devem ser pautados logo na semana que vem, no entanto, ainda há uma série de questões pendentes devido a pressão da ala mais à esquerda por maiores gastos sociais no segundo projeto e resistência da ala moderada às iniciativas.

No Brasil, o governo sinaliza mudanças na proposta de reforma tributária, enviada ao Congresso há duas semanas. Uma possibilidade é reduzir ainda mais o imposto de renda para as empresas. Há discussão de que o imposto sobre dividendos pagos entre empresas também pode ser retirado da proposta. O deputado Celso Sabino, relator da reforma tributária na Câmara, pretende apresentar um parecer prévio para o projeto nesta terça-feira, segundo analistas da XP.

Diante das resistências ao texto original do governo, a perspectiva é que seja necessário mais tempo de discussão até que a proposta possa ser votada pelos deputados.

**Com informações da XP

Leia mais sobre investimentos e mercado financeiro no Blog da Ethimos

Deixe um comentário