Tempo de leitura: 2 minutos.

Ibovespa fechou em alta de 0,8% nesta segunda-feira (26), aos 126.004 pontos, impulsionado pelo desempenho de papeis como Vale (VALE3), que avançou 2,2%, e Petrobras (PETR3; PETR4), que teve valorização de 2,7%, além das siderúrgicas.

No radar, o minério de ferro subiu novamente, enquanto o petróleo ficou entre perdas e ganhos, impulsionando o desempenho das ações de empresas ligadas a essas commodities.

No campo da renda fixa, as taxas futuras de juros repetiram o movimento da última sexta-feira (23), com alta nos vencimentos curtos e intermediários. Segundo a XP, isso pode ser explicado pelas maiores projeções de inflação e Selic no último Boletim Focus e ainda pela repercussão do IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15) de julho maior que o esperado. DI jan/22 fechou em 6,19%; DI jan/24 encerrou em 8,13%; DI jan/26 foi para 8,55%; e DI jan/28 fechou em 8,85%.

Internacional

Mercados globais amanhecem levemente negativos (EUA -0,3% e Europa -0,5%) depois de mais um fechamento recorde para os índices S&P 500 e Nasdaq 100. Destaque para o sentimento negativo na China (-3,5%), que estaria transbordando para o restante do mundo ao passo que o governo chinês expande seu escrutínio regulatório sobre empresas de educação, imobiliário, entregas e, possivelmente, saúde.

Os juros americanos de dez anos (1,25%) também apresentam leve queda em virtude do sentimento de risk-off diante da onda negativa de notícias na Ásia. Nesta terça-feira, investidores aguardam a reunião do Federal Reserve, bem como os resultados da Apple, Microsoft e Google, que juntas representam US$ 6,5tri em valor de mercado.

As tensões entre os Estados Unidos e a China, bem como o pacote de infraestrutura americano, seguem em destaque.

Brasil

O presidente Jair Bolsonaro disse, em entrevista, que o novo programa Bolsa Família poderá ser feito por meio de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição). Até então, a ideia era que a atualização do programa fosse feita com MP (Medida Provisória). No entanto, o mercado teme que, ao fazer via PEC, o governo abra espaço para o Congresso mudar o teto e permitir maiores gastos no ano eleitoral de 2022.

Em outro movimento que pode reduzir desgastes com o Congresso, Bolsonaro sinalizou um acordo com o Centrão para um valor de R$ 4 bilhões para o fundo eleitoral de 2022 – menor que os R$ 5,7 bilhões aprovados pelo Congresso, mas sem o veto total que havia sido cogitado.

**Com informações da XP

Leia mais sobre investimentos e mercado financeiro no Blog da Ethimos

Deixe um comentário