Tempo de leitura: 3 minutos.

Previdência privada é um assunto que enche meu coração! Há bastante tempo, faço parte desse mercado e pude observar o quanto ele tem crescido. Me alegro em ver que muitos brasileiros têm se preocupado com o futuro. Alguém já disse que “se você se preparar para seu futuro, não terá que se preocupar com ele”.

No entanto, inúmeras vezes também nos deparamos com pessoas que têm plano de previdência e não conhecem as devidas oportunidades que ela apresenta, seus benefícios fiscais e sucessórios. Existe até quem mesmo quem se prejudicou por uma “venda” errada ou sem as devidas informações para sua tomada de decisão. 

A Fenaprevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida) divulgou que, em dezembro de 2020, a previdência privada no Brasil alcançou a histórica marca de R$ 1 trilhão. Desse total, 93,3% em VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre), 6% em PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e o restante em planos tradicionais e Fapi (Fundos de Aposentadoria Programada Individual).

Com isso, quero desafiá-lo a fazer parte deste grupo de pessoas que tem alocado cada vez mais recursos neste segmento. Quero ajudá-lo a compreender os benefícios que a previdência privada pode trazer para você e sua família, independentemente do momento de vida.

Assim, se ainda não tem uma previdência complementar, poderá alocar recursos nela. E se já tem, poderá compreender um pouco mais dos benefícios.

Previdência Privada no Brasil

Começo por este ponto por estarmos exatamente nos meses de entrega das declarações de IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física). Escrevi o artigo O Pulo do Gato. Nele, apresento algumas possibilidades desconhecidas e esquecidas por aqueles que negociam previdência, bem como por aqueles que optam por tê-la.

Um dos fatores é o que você faz com o seu diferimento fiscal. Ou seja, o recurso que lhe fora permitido ficar até o resgate de seu PGBL, quando você deverá pagar imposto de renda sobre o total resgatado.

Nesse sentido, quero dizer que, quando você contribui para o PGBL ou planos similares – com incentivo fiscal –, você deixa de somar este valor à sua renda, diminuindo sua base de cálculo. No entanto, não se esqueça do velho ditado “não existe almoço grátis”. Quando resgatar, pagará o IR devido.

Muitas empresas proporcionam a seus colaboradores a oportunidade de contribuir a um plano de previdência. Enquanto isso, muitos deixam de fazer a contribuição por desconhecimento e compreensão das oportunidades.

Ou seja, quando o colaborador contribui até determinado percentual de seu salário mensal, as empresas aplicam o mesmo percentual para ele, dando, portanto, a oportunidade de ganhar, no mesmo instante, 100% de seu valor alocado, sem contar os juros compostos sobre todo valor.

Einstein já dizia que “Juros compostos são a oitava maravilha do mundo. Quem conhece ganha, e quem não conhece, paga”. Lembrando que “não existe almoço grátis”. Haverá regras de Vesting que devem ser compreendidas. Mas, de maneira geral, vale muito a pena fazer parte de uma previdência privada.

Assessor de Investimentos e Previdência Privada

Outra condição que deve ser considerada por quem tem ou quer contratar uma previdência privada é contar com um assessor de investimentos. Isso porque muitas dúvidas surgem quando ocorre a aquisição de um plano previdenciário. Muita gente prefere falar da tabela progressiva, por exemplo, deixando a responsabilidade sobre o cliente no momento do resgate.

Além disso, na maioria das vezes não é informado que, quando ocorrer o resgate, o cliente pagará 15% na fonte e deverá lançar esse valor resgatado em sua declaração de IR do ano seguinte.

Nem sempre a tabela progressiva é o pior negócio, assim como nem sempre a tabela regressiva é o melhor negócio. Depende de cada cliente, estrutura familiar, necessidade dos recursos, planejamento patrimonial etc. Reforço que sempre se deve procurar um assessor de investimentos com profundo conhecimento sobre essas possibilidades para ajudá-lo na melhor escolha.

Atualmente, existem inúmeros planos previdenciários com possibilidades de alocações diversas, como 100%, 70%, 50% e 49% em ações, em crédito privado, em títulos da dívida externa e fundos de fundos. Enfim, a indústria tem crescido cada vez mais e muitos gestores surgido com ela.

Com todas estas possibilidades à mesa, torna-se extremamente importante conhecer as carteiras de cada fundo, taxa de administração, rentabilidade e política do fundo, pois muitas vezes o cliente acredita que por estar alocado em uma grande seguradora/instituição financeira, seus recursos estarão protegidos. Mas, por vezes, não sabem que os recursos estão, na verdade, alocados em outras empresas que, se quebrarem, a seguradora na maioria das vezes não cobrirá o prejuízo do cliente. Assim, vem a pergunta: quem está acompanhando isso para você?

Conclusão

Há um mercado enorme e cheio de oportunidades e possibilidades para que você e sua família possam ter um futuro com mais qualidade. Para tanto, não espere até o momento de sua aposentadoria ou até perceber que deixou passar inúmeras conquistas e que seu capital se desvalorizou, perdeu da inflação ou que os planos nos quais você está posicionado não fazem sentido.

Por isso, procure um assessor de investimentos para ajudar você a escolher o melhor plano de previdência. Na Ethimos, um dos maiores escritórios da XP Investimentos, os assessores são capacitados para oferecer atendimento personalizado e orientar sobre os melhores produtos de acordo com as necessidades.

Converse com um especialista. Agende uma reunião!

Escrito por Kenio Fonseca – CFP®, sócio e assessor de investimentos em Ethimos Investimentos.                    

Deixe um comentário