Tempo de leitura: 5 minutos.

A economia mundial foi marcada por importantes fatos nos seis primeiros meses do ano. Entre as principais notícias do 1º semestre de 2021 estão a aceleração do ritmo de vacinação contra a Covid-19 – apesar de alguns atrasos na entrega de insumos –, as discussões sobre as reformas administrativa e tributária no Brasil e os pacotes de estímulos americanos.

Mas com o aquecimento econômico mais forte do que o esperado, o semestre também foi um período de seguidas altas da taxa básica de juros. Vale ressaltar que foram quase seis anos sem reajustes da Selic.

Além disso, a escalada de casos da Covid-19 e a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar possíveis desvios de conduta do governo federal no combate à pandemia destacaram o noticiário nacional, bem como a prorrogação das parcelas do auxílio emergencial.

Já a bolsa de valores superou os 131 mil pontos pela primeira vez, enquanto o dólar ficou abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de um ano.

Fora do país, também há otimismo com a economia. Nos Estados Unidos, inclusive, chegou a haver preocupação de investidores com o superaquecimento econômico do país. Mas o Fed, o banco central americano, enxerga a inflação como algo temporário e manteve as taxas de juros.

Antes de conferir o resumo, assine a newsletter da Ethimos e fique por dentro das melhores informações sobre investimentos e mercado financeiro.

Veja as principais notícias da economia no 1º semestre de 2021:

Energia elétrica

Depois de uma longa discussão e de mudanças no texto, a MP (Medida Provisória) que permite a privatização da Eletrobras foi aprovada pela Câmara e Senado. Agora, precisa ser sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Dessa forma, as ações da companhia passarão a ser vendidas para que a maior parte dos papeis da empresa fiquem com a iniciativa privada. Segundo o Ministério da Economia, a capitalização será feita em fevereiro de 2022.

Ainda sobre energia elétrica, o assunto do momento é a possibilidade de racionamento de energia elétrica no país por causa da pior crise hídrica em 91 anos. Enquanto alguns especialistas afirmam que o racionamento é iminente, o governo pede o uso consciente de água e luz.

Bolsa de valores

Em maio, o Ibovespa bateu uma série de recordes, ficando acima dos 131 mil pontos. O time de renda variável da Ethimos, um dos maiores escritórios da XP Investimentos, avalia que a marca foi atingida graças ao otimismo dos mercados com relação à recuperação econômica.

Outro fato que marcou o mercado de renda variável no primeiro semestre de 2021 foi a queda das ações da Petrobras depois do anúncio de troca da presidência da companhia.

principais notícias semestre 2021
B3, a bolsa de valores brasileira.

Inflação

A economia segue acelerando mais do que o mercado esperava. No Brasil, a prévia da inflação medida pelo IPCA-15 (Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15) acumula, em 12 meses, uma alta de 8,13%, bem acima do teto da meta inflacionária do Banco Central.

Com isso, a taxa Selic teve três elevações apenas no primeiro semestre de 2021 e depois de quase seis anos sem reajustes. A taxa básica de juros está em 4,25% ao ano, e o Banco Central já afirmou que vai acelerar o ritmo de altas nas próximas reuniões.

Já o Boletim Focus aumentou a projeção do PIB 2021 de 4,85% para 5%. O ponto-médio das expectativas para a taxa Selic 2021 manteve-se em 6,50% no fim de 2021 e 2022.

Dólar

O otimismo dos investidores, o desempenho do setor agro e a elevação dos juros no Brasil puxaram a baixa do dólar, que operou abaixo de R$ 5 pela primeira vez em mais de um ano. Leia artigo que explica o atual cenário da moeda norte-americana.

principais notícias semestre 2021

Lava Jato

Em março, houve a determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin de anular todas as condenações o ex-presidente Lula na Lava Jato, em Curitiba. Lula deixou de ser réu, recuperou os direitos políticos e voltou a ser elegível.

Por isso, houve queda da Bolsa e a alta do dólar durante alguns dias. A decisão de tornar o presidente elegível foi confirmada por maioria do STF mais tarde, além de a bancada ter decidido que o juiz Sergio Moro é suspeito nos processos relacionados ao ex-presidente e à Lava Jato.

Reformas

Duas propostas de reformas aguardadas pelo mercado tramitam na seara política. A administrativa é tema de comissão especial na Câmara dos Deputados, enquanto a segunda etapa da reforma tributária foi apresentada pelo governo em junho e foca no aumento da isenção de impostos e em mudanças de tributação sobre os investimentos.

Pandemia

O semestre foi marcado pelo início de imunização contra a Covid-19 no Brasil. Com oscilação no ritmo por conta da disponibilidade de doses e insumos vindos do exterior, a proporção de brasileiros vacinados ainda é baixa.

Mesmo assim, o avanço de vacinação para novos públicos e a promessa de imunizar todos os adultos até o fim do ano provocou otimismo da economia.

Por outro lado, os números da Covid-19 continuam a subir no país. Enquanto isso, o Senado foca na CPI que investiga a atuação do governo federal no combate à epidemia.

Economia internacional

Nos Estados Unidos, as principais notícias do 1º semestre foram a posse do presidente Joe Biden, os pacotes de estímulos propostos por ele e as discussões de política monetária. Mesmo com o avanço da inflação no país, o Fed manteve as taxas de juros, mas elevou a projeção de aquecimento da economia e sinalizou que pode antecipar as altas de juros para 2023.

Líderes do G7 também se reuniram para discutir temas atuais, como vacinação e impostos pelo mundo. E enquanto alguns países enfrentam novos surtos da Covid-19, outros, como Estados Unidos e da Europa, começam a relaxas as medidas de distanciamento.

Conclusão

Neste post, você viu as principais notícias da economia no 1º semestre de 2021. É importante ressaltar que todos os acontecimentos do mercado influenciam nos investimentos. Por isso, é muito importante ficar atento aos fatos.

Além disso, é fundamental contar com a ajuda de um assessor de investimentos para que você tenha uma carteira montada conforme seu perfil e objetivos. Esses profissionais ficam de olho em tudo o que acontece no mundo e têm as melhores certificações para lidar com o mercado financeiro.

principais notícias semestre 2021

Na Ethimos, o atendimento de qualidade é comprovado pelo selo NPS (Net Promoter Score). Já são quase 6 mil clientes satisfeitos, e um patrimônio gerenciado de R$ 2,9 bilhões.

Agende uma reunião e tenha uma melhor experiência financeira.

Clique aqui para falar com um assessor.

Veja mais notícias de investimentos no Blog da Ethimos

Fernando Jacomini

Fernando Jacomini

Jornalista, redator e editor de conteúdo. Atua no Blog e na assessoria de imprensa do Grupo Ethimos.

Deixe um comentário