Educação financeira: Mães e mulheres no mercado

Cada vez mais as pessoas estão buscando a educação financeira. Em janeiro de 2022, a B3 atingiu a marca histórica de 5 milhões de contas de pessoas físicas abertas em corretoras no Brasil.

O número se divide entre 1.2 milhão de contas de mulheres e 3.8 milhões de homens, já o número de CPFs únicos é de 4,2 milhões – uma vez que uma mesma pessoa pode ter conta em mais de uma corretora.

Embora a representatividade ainda seja pequena, o número de mulheres investidoras vem crescendo em ritmo acelerado, com uma alta de 40,8% desde 2020.

Mas, o que falta para as mulheres investirem mais? 

Neste artigo, você entenderá a importância da educação financeira e descobrirá como começar sua caminhada. 

Como as mulheres investem?

Mães e mulheres no mercado financeiro

Dentre as diferenças entre as mulheres e homens investidores, o que mais se destaca é o risco da carteira. De acordo com um estudo feito pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro), a investidora brasileira concentra seus investimentos na poupança (83%), contra 68% dos homens.

Em seguida, com 7% de preferência delas, vêm os títulos privados, como debêntures e CDBs, percentual que para os homens é de 9%. Enquanto fundos de investimento, moedas digitais e ações na bolsa de valores, considerados investimentos de maior risco, são opções para, em média, 12% dos homens, para elas são cerca de 6%.

O intuito de investir também muda conforme o gênero. Para as mulheres, conhecer novas culturas (9%) e fornecer educação para si e para filhos e netos (8%) é mais importante do que investir em negócio próprio (7%) e usar na velhice (6%). Já para os homens, pensar na aposentadoria (9%) e empreender (9%) passa na frente de viagens (6%) e estudar (6%).

No entanto, essas porcentagens têm explicações históricas. É recente a luta por direitos de salários iguais, divisão de tarefas do lar, maternidade e, nesse contexto, o investimento ainda é uma etapa nesse processo. 

Segundo Marcelo Billi, superintendente de educação de investidores da Anbima, a mulher que ganha menos tende a ser mais conservadora, pois a insegurança e o medo são grandes. 

É aqui que entra a importância da educação financeira. Esse aprendizado permite ter controle do dinheiro e mudar hábitos que, com o tempo, serão essenciais para alcançar a liberdade financeira.

Mulheres investidoras para conhecer

Nathália Rodrigues – @nathfinanças

Nathália é educadora financeira e seu conteúdo é voltado principalmente para pessoas de baixa renda.

Betina Roxo@betinaroxo

Sócia da Xp Inc. e estrategista-chefe na Rico Investimentos, Betina usa seu Instagram para fazer análises técnicas e didáticas sobre o cenário político e econômico.

Camila Farani – @camilafarani

Apresentadora do Shark Tank Brasil e uma das principais investidoras-anjo do país, Camila fundou o “Ela Vence”, plataforma voltada ao desenvolvimento de lideranças femininas no país e é sócia do PicPay e do Nuvem Shop.

Nathália Arcuri – @mepoupenaweb

Criadora do “Me Poupe”, um dos maiores canais de finanças pessoais do mundo, Nathália é especialista em finanças e no site é possível ler artigos, realizar simulações de investimentos e baixar planilhas para controlar seus gastos. 

Carol Sandler – @financasfemininas

Criado por Carol Sandler, o finanças femininas foi o primeiro site dedicado a falar sobre dinheiro somente para mulheres. 

O que é a educação financeira?

A educação financeira é muito mais do que saber economizar dinheiro. Trata-se de práticas que têm como objetivo trazer qualidade de vida. Portanto, com a educação financeira você aprende a construir um planejamento financeiro que visa o bem-estar. 

Sendo assim, com a educação financeira você desenvolve e aprimora hábitos que com o passar do tempo irão te entregar resultados melhores nas finanças. 

O aprendizado inclui a compreensão dos produtos e serviços financeiros que irão auxiliar em estratégias para não perder dinheiro, curtir a vida e fazer bons investimentos.

Por que a educação financeira é importante?

A educação financeira é importante porque permite que você tenha uma melhor qualidade de vida. Com ela é possível fazer planos e realizar sonhos, além de suprir suas necessidades.

É com esse conhecimento que você poderá construir um futuro desejado e vencer desafios.

Dentre as vantagens da educação financeira, podemos citar:

  • Bem-estar e tranquilidade
  • Conhecimento para lidar com imprevistos
  • Organização da renda
  • Definição de metas e objetivos

6 dicas para começar a se educar financeiramente

A educação financeira não é uma característica nata, ela envolve aprendizado. Não importa o quanto você recebe ou tem, mas sim da sua capacidade de controlar o dinheiro e se planejar.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para quem está no início dessa jornada. Confira:

Busque conhecimento sobre finanças

O conhecimento é essencial para quem quer aprender sobre finanças. Portanto, consumir conteúdos é muito importante para lidar com o dinheiro da melhor forma. 

Você pode buscar em sites especializados, vídeos, livros, podcasts e cursos sobre o tema!

Controle seu orçamento

Entender seus hábitos financeiros, suas necessidades e possibilidades é um passo importante para se educar. Uma dica é registrar tudo o que entra e sai das suas contas e analisar como o dinheiro é usado. 

Dessa forma, você entende quais gastos são desnecessários e se há desperdício de dinheiro ou uma oportunidade de melhoria. 

Faça um planejamento financeiro 

Essa etapa é indispensável, pois definirá quais são as despesas e quanto está disponível. Para construir um planejamento financeiro é importante definir metas e objetivos específicos a curto e longo prazo. 

Mude seus hábitos

É importante que você crie hábitos financeiros positivos, que te ajudem a alcançar seus objetivos. Como: diminuir compras por impulso, não gastar da reserva de emergência, entre outros.

A disciplina é a chave para o sucesso!

Invista!

Para potencializar ainda mais seu patrimônio e conquistar novas oportunidades, é interessante começar a investir. Mas, antes, é importante entender o seu perfil investidor, conhecer as alternativas e como funciona o mercado financeiro. 

Conte com a ajuda de um assessor

Embora você possa buscar conhecimento em diversos lugares, é interessante contar com um assessor de investimentos. Isso porque ele acompanha o mercado financeiro e entende o que é necessário para alcançar a liberdade financeira. 

Fale com um assessor de investimentos

Cursos e livros sobre educação financeira

  • Pai Rico, Pai Pobre
  • Combo: Primeiros passos no mundo dos investimentos
  • Finanças pessoais
  • Os segredos da mente milionária
  • Formação de investidores

A educação financeira pode transformar a sua relação com o dinheiro e te auxiliar a alcançar suas metas. Sendo assim, confira aqui alguns livros e cursos que irão te ajudar:

Rate this post

Você também pode gostar

Últimos posts

Venha para a Ethimos

Nossas outras unidades

São Paulo/SP

R. Olimpíadas, 205 – Vila Olímpia – Sala 411 – 4º Andar

(11) 2189-0666

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Sorocaba/SP

Avenida Caribe, 310
Jardim América
(15) 3141-3770

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Botucatu/SP

Rua José Benedito Nogueira, 8, 2° andar – Jardim Tropical
(14) 3811.4300

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Vinhedo/SP

Av. Benedito Storani, 1425 – torre 2, sala 217
Jd. Alves Nogueira
(19) 3500.2586

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Rio Claro/SP

Rua 9, 411, conjunto 19 – Boulevard dos Jardins – Cidade Jardins
(19) 3045-3700

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.

Piracicaba/SP

Av. Suiça, 425
Jd. Europa
(19) 3432.6032

Segunda a sexta-feira – 8h às 18h.