Se você quer fazer um investimento seguro e fugir dos riscos, o FGC pode te ajudar.

Neste artigo, você descobrirá o que é o FGC, como ele funciona, quais aplicações são cobertas e como usá-lo. 

Boa leitura!

O que é o FGC

O FGC, ou Fundo Garantidor de Crédito, é uma entidade privada sem fins lucrativos que protege investidores contra possíveis problemas de instituições financeiras. 

Sendo assim, seu papel é assegurar que os investidores não perderão seu capital investido. 

Quando o Fundo Garantidor de Crédito foi criado?

O FGC foi criado em 1995, quando o Plano Real era implementado. Nesse período, havia uma preocupação das autoridades com a estabilidade do sistema financeiro do país.

Quem mantém o FGC?

O Fundo é mantido pelas instituições financeiras brasileiras, que depositam mensalmente 0,0125% do total dos valores transacionados nos produtos que possuem essa cobertura do FGC.

Para que o FGC serve?

O Fundo Garantidor de Créditos serve para que você, investidor, aplique seu dinheiro com a segurança de que não perderá o valor investido.  

É o FGC que torna alguns tipos de investimentos em Renda Fixa mais interessantes para investidores conservadores.

Além de “pagar as dívidas”, o fundo conta com profissionais preparados para lidar com crises e emergências no sistema bancário e financeiro.

Como o Fundo Garantidor funciona?

O FGC funciona da seguinte forma: caso haja algum problema com a aplicação por causa do emissor do título, o Fundo abre um processo para garantir o capital dos investidores e a rentabilidade gerada até o momento. 

Quanto que o FGC garante?

O Fundo garante até o limite de R$ 250 mil por CPF ou CNPJ e limita-se ao teto de R$ 1 milhão a cada período de 4 anos para cada CPF/CNPJ. 

Além disso, o Fundo oferece uma garantia especial aos depositantes que possuem o DPGE (Depósito a Prazo com Garantia Especial). Nesse caso, a garantia tem limite de R$ 20 milhões por CPF/CNPJ.

Quem tem direito ao FGC?

Os principais ativos que possuem garantia do Fundo são:

  • CDBs
  • LCs
  • LCIs
  • LCAs 
  • Operações compromissadas
  • Depósitos à vista

Sendo assim, esses ativos possuem a mesma segurança da poupança, oferecendo rentabilidades muito mais atraentes. 

O que o FGC não cobre? 

Embora o Fundo tenha garantia para diversos fundos, ele não garante:

  • Ações
  • CRI
  • CRA
  • Debêntures
  • Depósitos judiciais
  • Fundos de investimentos
  • Fundos de Investimento Imobiliário (FII)
  • Letras Imobiliárias
  • Previdência privada
  • Títulos públicos (Tesouro Direto)

As ações mais baratas da Bolsa ➡️

Como é o processo de pagamento pelo FGC?

Para investimentos até R$ 250 mil, é possível consultar em até 120 dias da data da publicação do edital pelo FGC.

De acordo com o site oficial do FGC, o processo de pagamento da garantia tem início quando o Banco Central decreta a intervenção ou liquidação de uma instituição financeira. 

Como receber o FCG?

Existem algumas etapas, sendo elas:

  1. A instituição precisa construir uma lista de todos os seus credores, especificando o CPF e o valor a receber;
  2. Após isso, o FGC escolherá um banco para cobrir as perdas e pagar as garantias; 
  3. Depois da escolha, o Fundo definirá uma agência para o investidor sacar a quantia;
  4. Ao receber o dinheiro, o investidor assinará um documento comprovando o recebimento do valor. 

É arriscado aplicar em ativos que não têm cobertura do FGC?

Com exceção dos investimentos no Tesouro Direto, que são cobertos pelo Governo Federal, as demais aplicações podem não possuir seguro sobre o valor do investimento. 

Ou seja, o investidor poderá não recuperar o que foi investido em caso do não pagamento da instituição. 

Se você gosta de segurança na hora de investir, busque alternativas que tenham a garantia do FGC. Assim, você poderá construir seu patrimônio com tranquilidade. 

No entanto, não deixe de buscar ajuda especializada para definir quais são os melhores investimentos para a sua carteira este ano. Fale agora mesmo com um de nossos assessores!

Ele irá te auxiliar da melhor forma para que você alcance o sucesso financeiro que merece.

4.8/5 - (33 votes)
Isabelle Miranda

Isabelle Miranda

Jornalista e Assessora de Imprensa

Deixe um comentário