A alta da inflação, dos juros e os conflitos no cenário nacional e internacional causaram uma turbulência no mercado financeiro. Mas, mesmo em um contexto de alta volatilidade, há modalidades de ativos interessantes para o investidor. Veja qual o melhor fundo para investir ainda hoje.

Este conteúdo irá abordar questões como: 

  • O que são fundos
  • Tipos de fundos
  • Vantagens de investir em fundos
  • Melhor fundo de investimento hoje
  • Por que investir em fundos hoje
  • Como investir em fundos

Antes de tudo, aproveite para assinar nossa newsletter e receba conteúdos produzidos por especialistas do mercado financeiro!

Boa leitura!

O que são fundos de investimentos? 

O fundo é uma modalidade de investimento coletivo em que diversos investidores reúnem seus recursos para aplicar conjuntamente no mercado financeiro.

Nesta categoria, os cotistas têm o mesmo interesse e objetivos ao investidor. Dessa forma, ao investir em um fundo, você está comprando cotas. Com esse tipo de investimento, você tem todos os benefícios dos ganhos de escala, da diversificação de risco e da liquidez. 

Para que seja considerado um fundo é necessário que eles sigam algumas regras e sejam regulamentados pela Anbima e pela CVM.

Ao investir em um fundo, a gestão e administração dos seus recursos é delegada a uma equipe qualificada. São eles que alocarão seus valores dentro das regras definidas pelo regulamento do fundo e cuidarão da rentabilidade, diversificação e segurança do seu portfólio. 

Tipos de Fundos

Fundos de investimentos 2022

Neste artigo, vamos falar de 5 tipos de fundos, no entanto, é importante ressaltar que não existe um tipo melhor ou pior, mas sim aquele que melhor se encaixa em seus objetivos e metas financeiras. 

Acompanhe os tipos de fundos:

Fundo de Renda Fixa

É composto por títulos classificados como Renda Fixa e podem ser tanto títulos públicos – como o Tesouro Selic, quanto privados – caso do CDB e LCI/LCA.

Os fundos de Renda Fixa precisam ter, ao menos, 80% dos ativos em títulos de Renda Fixa, podendo ser prefixados – que têm juros definidos e rentabilidade previsível, ou pós-fixados – que seguem um indexador e a rentabilidade é estimada.

Fundos de Ações

Esse tipo de fundo é formado por 67% de ações negociadas na Bolsa de Valores. Quanto à rentabilidade e gestão, os investimentos são classificados em ativos e passivos.

Os fundos ativos buscam superar os indicadores de referência, já o passivo acompanha apenas a rentabilidade de um índice.

Fundos multimercados

São aqueles com cotas de ativos de renda fixa e de renda variável, entre outras estratégias, como moedas. 

No multimercados, o gestor tem mais liberdade quanto à política do fundo, o que permite escolhas mais variadas. Além disso, os gestores têm mais liberdade para se posicionar diante de mudanças no cenário econômico.

Fundos cambiais

Os fundos cambiais, também conhecidos como fundos de proteção cambial, são aqueles com 80% de cotas em ativos de moeda estrangeira, como dólar, euro e libra. 

Uma das estratégias utilizadas nesse tipo de fundo de investimento é aplicar os 20% restantes em renda fixa, para proteger das variações de moedas fortes, como o dólar.

Fundos de ouro

É possível investir em ouro por meio de fundos! Essa é uma maneira de diversificar sua carteira e fazer aportes em commodity. 

Come-cotas e Tributação

As aplicações em fundos, assim como em outros investimentos, pagam impostos: Imposto de Renda e Imposto sobre Operações Financeiras. 

O imposto de renda incide na rentabilidade dos fundos, logo, se em um ano a carteira rendeu 10%, é sobre esse valor que as alíquotas serão aplicadas. 

Para tributação, os fundos são divididos em três tipos:

Fundos de longo prazoPapéis com vencimento em mais de 1 ano (365 dias)
Fundo de curto prazoPapéis com vencimento em menos de 1 ano
Fundos de ações

A tributação de fundos de curto e longo prazo segue uma tabela regressiva, o que significa que quanto mais tempo você deixar o dinheiro investido, menos menos Imposto de Renda pagará. 

Veja as tabelas de alíquotas:

Fundos de curto prazo

Até 180 dias de aplicação22,5%
Acima de 180 dias de aplicação20%

Fundos de longo prazo

Até 180 dias de exposição22,5%
De 180 a 360 dias de exposição20%
De 361 a 720 dias de exposição17,5%
Acima de 720 dias de exposição15%

Vantagens de investir em fundos hoje

Fazer esse tipo de investimento tem diversas vantagens, como: 

  • Simplicidade
  • Rentabilidade
  • Diversificação
  • Segurança
  • Liquidez
  • Transparência

Simplicidade

Começar a investir em fundos é muito simples, pois todo o processo é feito pela internet ou diretamente com um assessor de investimentos. O acompanhamento das movimentações também é feito online.

Rentabilidade

Isso é o que mais chama a atenção e move o investidor a alocar seus recursos em fundos de investimentos. Além disso, os retornos são para todos os tipos de investidores, desde os mais agressivos até os moderados.

Diversificação

Os gestores conseguem reduzir os riscos por meio da alocação de recursos entre os vários investimentos e recursos. 

Segurança

O mercado de fundos é regulado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Essa instituição tem o papel de fiscalizar os fundos e não é ligada a nenhuma gestora. 

Liquidez

Muitas pessoas costumam usar os fundos como uma reserva de emergência, pois é possível fazer o resgate quando quiser.

Transparência

Por ser regulamentado, você pode consultar o documento a qualquer momento pelo site da CVM.

Melhor fundo de investimento hoje

São diversos os critérios para escolher o melhor fundo mas, para te ajudar a escolher, selecionamos algumas opções. Os critérios usados pela XP Investimentos para classificar os fundos são: 

  • Resultados
  • Equipe
  • Estrutura
  • Alinhamento

Confira o melhor fundo do mercado hoje:

FundoAporte minímo
AXA WF US High Yield Bonds Advisory FIC FIM IE CP R$ 500,00
Morgan Stanley Global Fixed Income Advisory FIC FIM IE R$ 500,00
Oaktree Global Credit USD Advisory FIC FIM IE R$ 500,00
Aberdeen Multi Asset Growth Advisory FIM IE R$ 500,00
Chilton US Long & Short Advisory FIC FIA IE R$ 500,00
Fundos indicados pela XP Investimentos em Março/2022

Como investir em fundos

Para investir em fundos é importante levar alguns fatores em consideração, como:

  • Seu nível de tolerância ao risco
  • Perfil investidor 
  • Objetivos com os fundos 

Se o seu foco for em longo prazo, favorece o acúmulo de patrimônio e dilui os riscos da renda variável. Se a sua meta for de curto prazo, é recomendado investir em Renda Fixa. 

É sempre recomendado contar com a ajuda de um assessor de investimentos para, juntos, pensarem nas melhores estratégias. 

Após pensar nas questões citadas, o próximo passo é abrir uma conta em um banco de investimentos. Assim, você poderá acessar os fundos que integram o portfólio da instituição ou adquirir as cotas na bolsa de valores. 

Por que investir em fundos hoje?

O investimento em fundos pode trazer diversas vantagens para a sua carteira. Com esse tipo de ativo, você pode diluir os riscos, aproveitar as condições de mercado internacional e moedas estrangeiras, entre muitas outras vantagens que vimos acima.

Neste ano, a economia brasileira ainda estará sentindo os efeitos da pandemia, além das eleições entrarem no radar – o que poderá aumentar a volatilidade.

Sendo assim, a nossa indicação é contar com a gestão de um profissional especializado para tomar decisões de investimentos baseadas em uma análise.

5/5 - (111 votes)
Isabelle Miranda

Isabelle Miranda

Jornalista e Assessora de Imprensa

Deixe um comentário